Qual a madeira para usar no deck?

Um dos espaços que mais valorizam uma casa é o seu deck: nesse espaço, é possível aproveitar o dia de sol, ler um bom livro, reunir-se com familiares e amigos, etc. Sempre que se faz a avaliação de um imóvel e existe um deck bem feito, de qualidade, este é muito valorizado.

Por causa disso, e também pelo desejo de ter um espaço agradável na casa, muita gente faz questão de ter um deck. No entanto, como escolher o melhor? Como selecionar os materiais que vão agregar mais estilo e durabilidade?

Primeiramente, vale a pena entender diferenças entre o deck de PVC ou de ecológico e o de madeira. Depois de entender porque o deck de madeira é mais adequado, é hora de avaliar todas as madeiras disponíveis e que colaboram para um bom resultado.

Por que a madeira em vez do PVC?

É verdade que muitas pessoas escolhem o plástico PVC para preparar o deck da sua piscina porque elas acreditam que se trate de um material mais fácil de higienizar ou que se deteriore menos.

É muito comum o pensamento enganoso de que o plástico é mais barato e que, por isso, vale mais a pena instalá-lo em vez de usar a madeira. Porém, ao fazer um orçamento com as empresas especializadas, fica fácil perceber que não funciona assim: a madeira é bem mais barata e garante boa qualidade e sustentação do deck.

A resistência de um deck de madeira também é muito maior: ainda que ele seja molhado frequentemente, ela recebe revestimentos necessários para que não apodreça e, mais que isso, para que não perca a sua beleza, desde o primeiro dia em que ele foi instalado.

Com tudo isso, o deck de madeira deve ter a preferência de quem deseja um deck bonito, que custe menos e que dure por mais tempo, garantindo segurança de quem caminha por cima dele.

Melhores madeiras para usar na construção do deck de madeira

Há ótimas madeiras que costumam ser usadas na confecção do deck de piscina, oferecendo excelente visual, durabilidade, preço justo e, certamente, total segurança.

Garapa

A garapa é uma espécie muito procurada de madeira, sobretudo porque ela cai muito bem em decks próximos a piscinas. Normalmente, ela pode ser usada sem substituição por décadas e é muito boa para quem gosta de um visual mais claro, de tonalidade marrom claro.

Uma vez que a garapa é usada em decks ao ar livre e recebe incidência da luz do sol, ela fica bem iluminada e isso deixa um caráter bem mais alegre para o local.

Cumaru e Cumaru rajado

Esses são os estilos de madeira mais indicados para a criação de um deck: sempre que alguém procura por recursos para construi-los, deve dar preferência por esse tipo de madeira.

Em primeiro lugar, tanto a Cumaru quanto a Ipê são muito duráveis quando instaladas em lugares úmidos ou secos. Por isso, eles cabem muito bem em decks de piscina, ao ar livre, recebendo respingos de água com cloro ou chuva.

A instalação de decks feitos com Cumaru ou Ipê também é ótima para quem deseja economizar porque a relação benefício oferecida por essas madeiras é espetacular. Afinal, tratam-se de madeiras com um custo mais baixo que o PVC ou Deck Ecológico, que proporcionam alto nível de satisfação e que duram por muito tempo.

Até o estilo das madeiras Cumaru e Ipê rajados é único: ele tem uma mescla de tonalidades marrons mais claras e mais escuras, proporcionando luminosidade e bastante elegância.

Ipê Extra ou Ipê Tabaco

A madeira Ipê Extra também faz parte das mais indicadas para a confecção dos decks. Quando não se trata de modelo rajado, ela é bem escura e muito durável, ótima para as pessoas que têm preferência por um estilo de deck bem mais tradicional.

Cabe dizer que o Ipê tem uma característica especial: ela dura por muitos anos por ser uma madeira extremamente densa e dura..

Tamarindo

Muita gente conhece a fruta tamarindo, mas também existe uma madeira de bastante qualidade com esse nome e que é muito recomendada para a confecção de decks de piscina, seja ele ao ar livre ou interno.

Ela é bastante parecida com o mogno inglês, com grande destaque para a sua durabilidade, que ultrapassa três décadas. Visualmente, o tamarindo tem bastante semelhança com o taco, mas é bem mais comprido e tem cor caramelo, que combina muito com ambientes solares.

Como escolher dentre as madeiras

Como visto, todas as madeiras acima são super indicadas para a construção de um deck de qualidade. Porém, a escolha, frente a tantas opções, não precisa ser difícil: a primeira opção precisa ser o Ipê e o Cumaru por reunirem as qualidades mais essenciais para um bom resultado.

Contudo, como escolher entre o Ipê e o Cumaru, ou mesmo dentre as demais, caso essas duas não estejam disponíveis?

A primeira coisa a avaliar é a durabilidade: se é possível que a madeira fique deteriorada em pouco tempo e precise de reparos, não se trata de uma boa opção. Além disso, é necessário considerar se a manutenção dessa madeira é muito cara: suponha-se que a instalação do deck não seja cara, mas que a madeira perca o brilho rapidamente e precise de constante verniz.

Em casos desse tipo, é possível que o consumidor tenha que gastar muito retirando e aplicando camadas de verniz, tirando crostas de sujeira, etc. Sem contar todo o trabalho necessário para realizar essa manutenção.

Por fim, a escolha da madeira para deck também tem de ser baseada no estilo que se quer imprimir no ambiente. Para um espaço mais iluminado, como já dito, uma madeira de cor clara é uma ótima opção. Porém, quem deseja um deck de cinema, mais clássico, deve priorizar os tons de madeira mais escuros.

Instalação do deck não pode ser feita por amadores

Independentemente da madeira usada para o deck, a sua instalação precisa ser feita por uma empresa especializada. Esse cuidado obrigatório fará com que ele fique firme e aguente ocorrências climática e peso das pessoas.