Madeira carbonizada Shou Sugi Ban: Segredos da decoração oriental

Madeira carbonizada Shou Sugi Ban é composta por um processo de produção capaz de tornar a matéria-prima bela e resistente, o que na prática explica o porquê de muitos especialistas em decoração de interiores ou exteriores no Brasil buscarem esta tendência luxuosa para pisos, forros, revestimentos, entre outras peças.

Hoje vamos desvendar um pouco das características desta madeira preta que vem dando o que falar por combinar de uma forma esplêndida com as mais diferentes propostas decorativas que consideram o luxo em primeiro lugar.

Madeira carbonizada

Tecnologia japonesa também agrega madeira carbonizada

É comum notar os avanços tecnológicos dos japoneses em computadores de última geração. Graças ao trabalho no Japão já existem robôs avançados na inteligência artificial que simulam comportamentos humanos.

Contudo, poucas pessoas sabem que a tecnologia japonesa também está presente na arquitetura, oferecendo técnicas ou materiais e realizando mudanças nos padrões dos processos produtivos, como no caso da madeira preta nas fachadas de casas.

Minimalista, vernacular, ancestral, duradoura e harmoniosa, estas 5 palavras servem para designar as características dos resultados das técnicas Shou Sugi Ban na madeira japonesa.

Madeira preta

O que é madeira Shou Sugi Ban?

Produzida por uma técnica japonesa que tem centenas de anos, a madeira carbonizada Shou Sugi Ban se trata de produção feita por técnicas de japoneses-pescadores que residem na ilha de Naoshima.

As perícias produtivas da madeira preta japonesa Shou Sugi Ban foram desenvolvidas no território japonês com objetivo de proteger a composição contra os danos originários da maré ou de intempéries climáticas intensas.

Shou Sugi Ban

Como é feita a madeira carbonizada?

Antigamente a produção da madeira preta era realizada via fogueiras com intensas chamas que exigia muita perícia por parte dos fabricantes. Nos dias de hoje os produtores utilizam um potente maçarico para carbonizar as tábuas madeiradas.

O objetivo do fogo além de carbonizar é também gerar uma espécie de reação nas fibras que são responsáveis por fortalecer a defesa da madeira aos ataques de fungos e cupins que podem deteriorar os produtos madeirados.

Técnica japonesa para escurecer madeiras

Quem inventou a madeira preta?

Não se sabe ao certo o nome do inventor de Shou Sugi Ban. Contudo, Terunobu Fujimori é o nome do arquiteto japonês que popularizou a madeira natural ebanizada (ou, madeira Shou Sugi Ban) no ocidente.

Fujimori é criador dos projetos inovadores que geraram a reputação positiva da produção.

O mundo percebeu a resistência aliada à beleza no produto ao ponto de usar revestimento madeira preta inclusive para combinar nas fachadas que alegram a gregos e troianos.

Casa grande com madeira japonesa

Alumínio, pedras, polímeros e outros materiais ao longo da história japonesa também foram usados para escurecer a madeira em técnicas alternativas aos métodos tradicionais para evitar as incidências de pragas.

Porém, Fujimori fez a fórmula clássica ultrapassar os limites do Japão, sendo que ela é utilizada por diversos arquitetos ocidentais que reinventam para gerar composições próprias atuais em aspectos diferenciados nos termos estéticos.

Quais são as etapas de produção da madeira japonesa?

São 4 as fases que englobam a produção da madeira carbonizada Shou Sui Ban:

  • Queima da madeira.
  • Lixamento na madeira queimada para retirar o excesso de carbono da superfície, gerando assim um novo tom.
  • Já na tonalidade negra os fabricantes aplicam óleo de cedro para fortalecer a resistência da madeira preta.
  • A finalização ocorre com uso de produtos selantes para evitar as chances de surgirem manchas.

Projetos famosos com madeira carbonizada

Jacobsen Arquitetura é um escritório que faz sucesso no Brasil por causa dos encantadores projetos que consideram a utilização de madeira carbonizada Shou Sugi Ban, seja em produções de caráter comercial ou residencial.

Residência RT com madeira carbonizada

Este escritório é especialista em reinventar as técnicas mais tradicionais para adicionar uma linguagem própria que enobrece a identidade das criações. Um exemplo está nas variações criadas em conceitos de brises e muxarabis.

Madeira carbonizada Jacobsen

Em São Paulo, na rua Oscar Freire existe a edificação denominada Loja Gilda Midani, que se mostra com produções carbonizadas e estabelecidas no modo vertical, à base de brises que revelam a entrada principal.

Também se destaca a Residência RT, composta a 1.5 metros do solo, gerando assim um efeito de flutuação.

Outro destaque está na Residência BF que abrange uma área de 4.000 m² repleta de madeiras pretas que vislumbram volumes dispostos de modo horizontal, estabelecendo assim o rico contraste com a madeira de tons quentes internamente.

Quais são as 10 principais vantagens da madeira carbonizada Shou Sugi Ban?

Design diferenciado com madeira preta

Existem diversos pontos positivos para quem optar em investir nas madeiras japonesas para compor diferentes projetos. Alguns deles você acompanha na lista a seguir:

1: Madeira com tons diferenciados indicada para evoluir os níveis de luxo dos ambientes internos ou externos.

2: Combina com diferentes propostas decorativas, desde tendências modernas até decorações que exigem um pouco mais de rústico.

3: Possui extrema resistência contra fungos que podem gerar apodrecimento.

4: Resistente contra os ataques de cupins.

5: Presente em diferentes tamanhos para revestimento madeira.

6: É a principal tendência atual para usar em grandes ou pequenas construções, seguindo a moda de ambientes decorativos que com frequência estão presentes nas capas das principais revistas de arquitetura.

7: Não exige nenhuma prática difícil ou custosa para a limpeza ou manutenção periódica.

8: Disponível em diferentes diâmetros para atender as variadas demandas existentes entre arquitetos e decoradores.

9: Produto já disponível no Brasil, ou seja, você não precisa pagar por preços extras de importação.

10: É o modelo que garante uma impressionante variação estética e valoriza a reputação profissional do escritório de arquitetura.

Onde comprar Shou Sugi Ban?

Ao fornecer madeira Shou Sugi Ban para todas as cidades no Brasil, a Imobilis Madeira ganha em reputação positiva entre opinião pública e especialistas em decoração, fazendo a diferença ao entregar sempre na data combinada os materiais de primeira qualidade, genuinamente luxuosos.

Imobilis Madeira é madeireira especializada na venda da madeira carbonizada para revestimentos de madeira em áreas interna e externa

Acesse o site da Imobilis Madeira e conheça as ofertas disponíveis de produtos de madeira natural ebanizada.